domingo, 10 de junho de 2007

FAÇA A SUA PARTE! E CONTINUE REZANDO...

Há alguns artigos atrás, falei sobre a utopia de a Humanidade tomar uma atitude coletiva, para tentar solucionar os problemas derivados do desequilíbrio ambiental. Na ocasião, aproveitei-me de artigo do psicanalista e escritor Contardo Calligaris, que deu a base de credibilidade intelectual para a tese que eu defendia.
Hoje, deparei-me com um vídeo gravado na II Conferência das Nações Unidas sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento - ECO 92, realizada no Rio de Janeiro naquele ano, durante o governo Collor, com grande pompa, circunstância e marquetagem, das quais se aproveitaram o próprio Collor e os demais chefes de governo que aqui estiveram.
O exército foi convocado para garantir a segurança dos excelentíssimos nas ruas do Rio, que ficou praticamente sitiado, com barricadas nas Linha Vermelha e Amarela, tanques de guerra e armamento pesado.
Nenhum outro forum mundial conseguiu reunir tantos chefes de estado, ministros e representantes. Participaram mais de 178 países, inclusive o maior poluidor da Terra, os Estados Unidos.
Como desdobramento da ECO 92, cinco anos após, foi realizado em Kyoto, no Japão, outro encontro do qual resultou o chamado Protocolo de Kyoto, um pacto internacional que procurava reduzir o nível de emissão de CO2 na atmosfera, pelos países industrializados. O maior poluidor da Terra não assinou o documento.
No meio de tantas celebridades, gente poderosa e importante, uma menina de 13 anos, subiu ao pódio e leu um discurso para as "otoridades" presentes. O texto é um tapa na cara dos excelentíssimos. Por si só, é lindo, sem ser piegas ou demagógico.
Porém o que me tocou - e que só no vídeo é possível perceber - é a atitude da menina, mal saída da segunda infância, que lê o discurso, mas olha nos olhos do auditório. De vez em quando, lê uma frase e olha para a mesa coordenadora como quem diz: "Isso é pra vocês". Fala com personalidade e com altivez. E o melhor é ver a cara de bunda dos excelentíssimos, totalmente constrangidos e desconfortáveis.

Agora, me respondam: o que aconteceu no mundo, entre o discurso da garota (e todo o barulho da ECO 92), e o que estamos vivendo hoje, 15 anos depois?


Assistam. Vale a pena.

8 comentários:

O Chato disse...

No programa dos caras devia estar escrito "Discurso de menina de 13 anos". Os caras devem ter pensado: "Pô, finalmente alguém que não pode bater tão pesado...". Agora ela tem que tomar cuidado pro Bush não tentar fazer o que o Putin faz com os adversários...

M. disse...

Eu ia retirar a indicação no The Thinking Blogger Award se vc não atualizasse (rsrsrs)... Beijos saudosos.

Carlinha disse...

Não carregou a página, voltarei outra hora...
Beijos!

Lili disse...

Ler você é tão bom...
Beijo!

Ju disse...

Eu acho que o que mudou é que hoje respiramos muito pior....Entre outras tantas coisas!
bjs

Andréa N. disse...

Essas coisas me fazem chorar. E por isso e por tudo o mais que eu vejo todo dia por aih, de gente destruindo o planeta e destruindo-se em odio e maldade que resolvi nao ter filhos. Resolvi nao trazer uma pessoa a mair pra um mundo tao entupido de ruindade e tristeza. Esse planeta nao tem conserto nao, Paulo. Sinto lhe dizer. A gente vai fazendo a nossa parte enquanto estamos aqui, e soh. Nao tenho mais esperanca nos governantes. Nao tenho mais esperanca na humanidade. Soh acredito na honestidade dos animais.

O Chato disse...

É, eu também perdi a fé nas pessoas. Eu imaginava que a maioria fazia as coisas certas, mas é exatamente o contrário. Todos reclamam, mas ninguém faz a sua parte. Talvez na Suécia faça, mas aqui, não, e nem nunca fará.

Andréa N. disse...

Oi, to soh passando pra dar um alo. Beijo.