sexta-feira, 25 de janeiro de 2008

454

São Paulo, a cidade, faz aniversário hoje. Quatrocentos e cinqüenta e quatro anos! Já está difícil até escrever por extenso.
Hoje, também, o Mercadão, sobre o qual já falei aqui, faz 75 anos. Bem mais novo e recauchutado, é lindo e gostoso de ir.
Certamente, há outras cidades no planeta, muito mais antigas e em melhor estado do que a nossa. Mas estas já passaram também por fases decadentes. Parece que cidades, assim como pessoas, precisam cumprir ciclos e rituais de passagem, para tornar-se adultas, equilibradas, justas, sensatas.
São Paulo ainda não é justa, nem sensata, nem equilibrada. É iníqua, impulsiva e caótica.
Um dia, deve ficar habitável. Isto é, se der tempo de cumprir seus ciclos, antes do Juízo Final Ecológico, que já se anuncia pelas trombetas dos arautos do Apocalipse.
Se a vida for mesmo eterna, nossa geração tem alguma chance de ver isso.
Se alguém viver, verá.

Aproveitando a data, uma revista paulista lançou concurso de fotografia para amadores, como eu. Não existe prêmio. Dez fotos serão selecionadas para ser publicadas na edição do próximo domingo, dedicada à cidade. O tema é óbvio.
Eu tinha pouco material, de qualidade questionável, e nenhum tempo pra sair fotografando por aí. Juntei o que tinha, fiz a seleção do menos ruim e inscrevi três fotos, número máximo permitido pelo regulamento.
Com certeza, nenhuma das minhas será publicada na revista. Se houver edição digital, prometo deixar aqui o link prá vocês conferirem as escolhidas.
Como o espaço aqui é meu, de maneira parcial, suspeita e tendenciosa, escolhi 40 fotos da aniversariante louca, para publicar. Por incrível coincidência, são todas de minha autoria.
Vale como prêmio de consolação. O editor da revista não escolheu nenhuma; em compensação aqui estão publicadas quarenta. Todas minhas. A verdade é que, no fundo (e mesmo no raso), dou razão pra ele.

Quando juntei as fotos, ficou muito claro pra mim como esta cidade é multifacetada. Isso é clichê, mas como é verdadeiro.
Cliquem na figura abaixo, para abrir o álbum.

12 comentários:

=Deyse disse...

A foto da torre espelhada ficou muito linda... injustiça do editor da revista

Andréa N. disse...

Caramba, Paulo, que seleção. Adorei todas. Que viagem. Vc precisa expor, já falei isso. Não tem ninguém que organize isso pra vc em Sampa?

E que bom te ler de novo. Já tava preocupada com o teu sumiço. Vê se manda notícias!

Beijos.

O Chato disse...

Lindas fotos. Gostei das do São Vito, principalmente (das fotos, não do prédio, em si).
Bjo.

elisabete do encanto disse...

Paulo

Que bom ver vc postando!!
E que post maravilhoso!
Estou babando com as fotos desta cidade charmosa e enigmatica!

saudades!

fran disse...

As fotos estão lindas!!! A que eu mais gostei foi a do menino (ou menina, ou mulher, ou homem) mordendo um sanduíche de mortadela!! A CARA DE SAO PAULO!!!
Bjo!

elisabete do encanto disse...

saudadeamigo!

A cada dia que vivo, mais me convenço de que o desperdício da vida está no amor que não damos, nas forças que não usamos, na prudência egoísta que nada arrisca e que, esquivando-nos do sofrimento, perdemos também a felicidade.
Carlos Drummond de Andrade

elisabete do encanto disse...

Saudade amigo!
Tudo que somos é resultado do que pensamos. (Buda)

Lindo finalde semana e aparece!

Ferdi disse...

Adorei as fotos, Paulo.
Depois de dois anos enebriado pela beleza do Rio, reaprendi a gostar de São nesses dois meses que passei aqui. Foi uma lua-de-mel curta, porque na quinta embarco para Angola. Nova cidade, novas experiências - que estarão no novo blog: casadeluanda.blogspot.com. Aparece quando puder.
Abs,

Ferdi

Carlinha disse...

Quando eu aprender a fotografar quero tirar fotos bem lindas da nossa São Paulo, com seus concretos, fumaça, trânsito, lixo, luxo e talvez por isto, bela.
Beijinhos!
PS: Vou ver as fotos agora.

Carlinha disse...

Ah, adorei as fotos.

elisabete do encanto disse...

Paulo

SAUDADE AMIGO!!

Estou escrevendo tambem no
http://republicapopulardacultura.wordpress.com/

aparece la!

elisabete do encanto disse...

SAUDADEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEE