sexta-feira, 24 de novembro de 2006

PARABÉNS! E BOM FUNERAL!

- Alô...
- Bom dia! Com quem falo?
- Com quem quer falar?
- Sr. Paulo de Tarso.
- É ele.
- Sr. Paulo, aqui é Adriana Rúbia, da BOM. O sr. poderia estar...
- De onde?
- Adriana Rúbia, da BOM, Boa Morte!
- Boa Morte?...
- O sr. poderia estar respondendo uma pesquisa rapidinha?
- Ai, meu Deus...!
- Como?
- Nada... pode falar...
- O sr. perdeu algum ente querido recentemente?
- Ahn, não.
- O motivo do nosso contato, Sr. Paulo, é poder estar lhe passando nossos planos exclusivos...
- Planos?
- O sr. sabe que nos momentos mais difíceis, temos que estar tomando muitas providências.
- Que momentos?
- Nosso contato na verdade, sr. Paulo, é pra poder estar lhe oferecendo nosso planos de auxílio funeral. Somos uma empresa especializada em providenciar todas aquelas providências difíceis daqueles momentos.
- Ahn, sei... vocês "providenciam as providências" ...
- Isso mesmo, sr. Paulo. Nossa empresa se encarrega de todo o necessário para que o sr. tenha um funeral tranqüilo, sem estar se aborrecendo com nada. Nosso plano cobre qualquer burocracia, papelada, locação de castiçais, velas e crucifixos, compra de urna, coroas, suporte para o livros dos visitantes, preparo do corpo, providenciamos cafezinho e salgadinhos para o velório, enfim, o sr. não vai estar se preocupando com nada disso na hora do seu funeral. Nossa empresa vai estar cuidando de tudo. Assim o sr. e seus familiares podem ficar tranqüilos, neste momento tão difícil, sem estar se preocupando com tantas coisas...
- Escuta...
- E, nessa promoção, somente hoje, o sr. não precisa estar pagando a taxa de adesão e cadastro, no valor de cem reais. O sr. só começa a pagar a primeira mensalidade no mês que vem. Tudo o que o sr. precisa...
- Moça...
- ... é estar fornecendo seu CIC, RG...
- MOÇA!
- ...e o número do seu cartão de crédito VISA ou MASTECARD, ou ainda uma conta para débito automático....
- Ô MENINAAAA!!!!!!!
- Sr.?...
- Posso estar falando????
- Pois não, sr.
- Você vai ouvir?
- Sim, senhor...
- Sem interromper?
- Hã...hã...
- Presta atenção. Não estou interessado. Não quero comprar auxílio funeral. Quem lhe deu o meu telefone?
- Nós obtemos do nosso meilingui...
- Bom, não quero, obrigado... até logo.
- Mas, senhor...
- Muito obrigado, querida, não estou interessado em morrer.
- Mas isso vai acontecer um dia e...
- Quando acontecer eu vejo o que faço.
- O senhor não vai querer estar aproveitando a promoção sem taxa de adesão? É só hoje...
- Como você chama mesmo, meu bem?
- Adriana Rúbia.
- Adri, presta atenção. Hoje é o dia do meu aniversário, entendeu. Eu faço 52 anos hoje.
- Parabéns, sr. Então, o sr. não quer estar se dando este presente?
- Vou repetir, moça... Hoje é o meu aniversário. Estou comemorando meus anos de vida. Vida, entendeu? Não acredito que o primeiro telefonema que recebo no dia do meu aniversário é de alguém querendo vender auxílio funeral.... Não acredito!!!...
- O sr. não quer então estar conhecendo nosso plano Funeral Light? Ele é mais acessível e o sr...
- Tu...tu...tu...tu...
- Alô, sr... sr...

_________________________________________
Caros leitores.
Vocês estão pensando que eu inventei essa história?
Não, mesmo. Acaba de acontecer. Tô fora.

11 comentários:

paulo thiago disse...

Paulo, muito bom esse teu universo. Posso colocar um link pra cá?

Lia Noronha disse...

Meus parabéns pelo dia bem especial!!!
Beijos com carinho diretamente do meu Cotidiano.

Paulo de Tarso disse...

Paulo Thiago: é muito bom fazer novos amigos. Obrigado pela visita e nem precisa fazer essa pergunta. Eu é que agradeço a indicação no seu espaço. Da mesma forma, vou indicar aqui, Ok? Abração!

Lia: Obrigado, mais uma vez! Bjo.

Edu disse...

Rolando de rir !!!

Não basta "estar querendo" te vender um plano de funeral no dia do seu aniversário;
Não basta "estar sendo" inconveniente;
Não basta "estar falando" sem ponto ou vírgula;
Não basta "estar invadindo" sua privacidade...

Tem que falar tudo no gerúndio ? tenha dó... rss

Tenho 2 táticas infalíveis, meu amigo:

1a. - Diga que para SUA segurança, você precisa do nome inteiro, RG e CPF de quem está falando contigo, senão não pode continuar.

2a. - Peça para que aguarde um minutinho. Ponha o telefone de lado e vá tomar um café.

Se mesmo assim ela não desistir, existe ainda a tática das perguntas malucas. Tipo, "-Mas esse plano tem validade em anos bissextos ?" ou "- E quando a incidência da aurora boreal nos polos não for mais autorizada pela lei 2543/87 ?"

vou "estar deixando" um abraço você

Edu

=]

M. disse...

Ri muito na frente do computador e fiquei o tempo todo me perguntando se era verdade ou não! Sinto muito que isso tenha te acontecido bem no dia do seu aniversário. Mas que é engraçado, isso é...rsrs
beijos.

Andréa N. disse...

Hahahahahahaha!! Minha barriga ta ate doendo... hahahahaha...

disse...

Manda ela pro Chato!
Bjo!

Saramar disse...

rsrsrsrs...
Apesar de ser incrívelmente inoportuna, sua forma de contar foi hilariante.
Adorei.
parabéns, inclusive pelo aniversário.

beijo

Paulo de Tarso disse...

Queridos amigos: Edu, M., Déa, Fê e a mais nova amiga Saramar, cujo nome já é uma poesia: Obrigado!

Carlinha disse...

Paulo parabéns pelo aniversário, caí aqui vindo do blog da Andrea.
Não é a primeira vez.
Emocionei-me com o palhacinho.
Chorei de rir com este post.
Por acaso, postei algo parecido em 28 de novembro - golpe do emprego.
Um comentário discreto de alguém pouco a vontade, só.
Um grande abraço!

Ju disse...

Como é que eu não estive vindo aqui antes!
Vc está estando de parabéns!!!!!!